Sal do Himalaia: a poderosa pedrinha rosa

Normalmente o sal é visto como “vilão” em nossa alimentação, mas se for usado o tipo certo e na medida adequada, ele se torna um importante aliado para equilibrar nosso organismo. O cloreto de sódio, se consumido de 6 a 8g diárias, age no funcionamento das células, uma espécie de controlador que define quais substâncias […]

Normalmente o sal é visto como “vilão” em nossa alimentação, mas se for usado o tipo certo e na medida adequada, ele se torna um importante aliado para equilibrar nosso organismo. O cloreto de sódio, se consumido de 6 a 8g diárias, age no funcionamento das células, uma espécie de controlador que define quais substâncias “entram e saem” delas.

Dentre os diversos tipos de sal existentes, o rosa do Himalaia é o que mais têm atraído a atenção de quem busca uma alimentação saudável e um organismo equilibrado. Ele é totalmente livre de toxinas e poluentes, além de conter mais de 80 tipos de minerais (responsáveis pela cor rosada).

Ele é considerado o sal mais puro que existe, pois fica protegido por neve, o mantendo longe da poluição das águas do mar.

Benefícios do Sal Rosa do Himalaia

De acordo com alguns estudos, o sal rosa faz um balanço dos eletrólitos do nosso corpo, melhora a capacidade de absorção de nutrientes do organismo, elimina toxinas, regula o pH natural do corpo, normaliza a pressão sanguínea e melhora sua circulação.

Abaixo, citamos mais alguns benefícios do “poder” dessa pedrinha rosa e onde ela age em nosso organismo:

– Saúde vascular – Redução dos sinais de envelhecimento – Redução da pressão arterial – Função respiratória, mantendo os pulmões saudáveis – Promovendo um sono melhor – Prevenção de cãibras musculares – Desintoxicação do corpo – Regularização do teor de água no corpo – Fortalecimento dos ossos – Aumento da libido

Pós Graduação Envelhecimento Saudável e Antiaging

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2014-2021. Portal da Nutrição Estética.