Pesquisadores explicam por que pessoas ganham peso diferente comendo a mesma comida

O Weizmann Institute of Science, de Israel, realiza uma pesquisa para descobrir o porque de cada pessoa, ingerindo uma mesma dieta, tem reações diferentes relacionadas ao emagrecimento. Para isso, eles monitoram cerca de mil pessoas, com detalhes, para ver exatamente como cada corpo reage a cada tipo de alimentação e os primeiros resultados. Para isso, […]
weizmann institute main gate O Weizmann Institute of Science, de Israel, realiza uma pesquisa para descobrir o porque de cada pessoa, ingerindo uma mesma dieta, tem reações diferentes relacionadas ao emagrecimento. Para isso, eles monitoram cerca de mil pessoas, com detalhes, para ver exatamente como cada corpo reage a cada tipo de alimentação e os primeiros resultados.pesqwuisado Para isso, os pesquisadores classificam os alimentos pela sua capacidade de causar um pico de açúcar no sangue. De acordo com a classificação tradicional, alimentos com alto valor glicêmico não seriam saudáveis, e os com baixos índices glicêmicos, seriam bons. Porém a pesquisa israelense, liderada por Eran Segal e Eran Elinav, sugere que não é bem assim que nosso organismo funciona. A experiência Até então, nenhum pesquisador ou nutricionista havia suspeitado que um grau tão grande de variação individual existia, pois um estudo controlado com tantas pessoas, nunca havia sido realizado antes. De acordo com os pesquisadores, não existem alimentos com “alto” e baixo” nível glicêmico pois isso depende de como cada organismo funciona. Mas por que os organismos variam tanto? A tem respostas animadoras. Todos nós temos milhares de bactérias diferentes, vírus e fungos em nossos intestinos, que contribuem na decomposição dos alimentos e produzem compostos que nosso organismo absorve e que podem influenciar em quase todos os aspectos de nossas vidas, desde o sistema imunológico ao metabolismo a neurotransmissores. floraAo comparar os micróbios do intestino das centenas de voluntários da pesquisa, descobriu-se que os micróbios podem ser a chave para descobrir por que os picos de açúcar no sangue são tão individuais. A química que eles produzem, aparentemente, controlam nossos organismos. Mudança A boa notícia é que, ao contrário de nossos genes, nós podemos modificar, inserir ou eliminar os micróbios necessários ao bom funcionamento do organismo. Os pesquisadores do Weismann Institute estão prosseguindo com seu trabalho para descobrir como pode ser realizada  a mudança dos micróbios intestinais. O objetivo dos pesquisadores é conseguir que qualquer pessoa, de qualquer parte do mundo possa mandar uma amostra de fezes para que seja analisada e receber uma dieta personalizada que estabilize seu níveis de açúcar no sangue e melhores seus micróbios intestinais.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2014-2021. Portal da Nutrição Estética.