O que o colágeno pode fazer por sua pele?

A partir de uma certa idade, principalmente nas mulheres, é possível notar um pouco de rugas, linhas finas e a perda de elasticidade na pele. São alguns dos sintomas observados durante o processo de envelhecimento. Sol, vento, luz artificial, cigarro, álcool, estresse, dieta, pouca hidratação e falta de cuidados diários podem acarretar os sintomas de […]

A partir de uma certa idade, principalmente nas mulheres, é possível notar um pouco de rugas, linhas finas e a perda de elasticidade na pele. São alguns dos sintomas observados durante o processo de envelhecimento.

Sol, vento, luz artificial, cigarro, álcool, estresse, dieta, pouca hidratação e falta de cuidados diários podem acarretar os sintomas de envelhecimento cutâneo e diminuir naturalmente a renovação celular que contribui para manter o brilho, elasticidade e hidratação da pele. Algumas estratégias e procedimentos podem melhorar sensivelmente a aparência saudável da pele e favorecer a formação do colágeno. Entenda mais!

O que é o colágeno?

O colágeno é a proteína mais abundante do corpo humano e é formada por uma tripla hélice de aminoácidos. Faz parte da composição de pele, tendões, ossos e cartilagens, representando 25% do total de proteínas. É sintetizado pelas células da pele (fibroblastos), da cartilagem (condrócitos) e ósseas (osteoblastos).

O colágeno possui diversos tipos espalhados pelo corpo, dependendo de sua localização e função. Os tipos I e III são os encontrados na pele. É uma proteína muito elástica e é configurada dessa forma para funcionar como uma resistência e garantir a elasticidade dos tecidos que compõe, senão eles facilmente arrebentariam. Por isso é que conseguimos desenvolver força muscular, engordar, emagrecer e assim por diante. O problema acontece quando essas ações são exageradas, aí é que surgem as estrias, distensões, rompimentos, etc.

O sol é capaz de danificar a estrutura do colágeno por dentro da pele, por isso é importante prevenir ou repor o que foi perdido. O próprio corpo faz isso, mas com o tempo perde essa capacidade.

Homens costumam ter uma quantidade de colágeno maior que as mulheres. Por si só, esse motivo já explica porque o sexo feminino aparenta mais as rugas que o masculino. Além disso, as mulheres têm a questão hormonal: a queda dos hormônios sexuais (estrógeno, testosterona, DHEA) e do hormônio do crescimento que acontece a partir dos 45 anos reduz a produção de fibroblastos. Os tecidos que são flexíveis e fortalecidos por causa do colágeno, vão perdendo sua elasticidade e o sangue deixa de percorrer na mesma velocidade e eficiência de quando jovem, diminuindo a quantidade de nutrientes que chegam à pele.

É possível repor a proteína?

Não é difícil perceber a falta de colágeno e de tecido conjuntivo na pele. A qualidade e a quantidade do colágeno caem com o avançar da idade e ficam evidentes com o aparecimento de rugas e linhas de expressões. Pensando nisso, duas áreas pensaram, pesquisaram e desenvolveram estratégias para repor o colágeno perdido: a Nutrição e a Estética.

A área da Nutrição desenvolveu o colágeno hidrolisado, produto vendido em forma de pó ou misturado às bebidas que contém os aminoácidos específicos para formar a proteína: glicina, prolina alanina e hidroxiprolina. Na área da estética, existem alguns procedimentos que podem ser feitos para suavizar a perda do colágeno na pele do rosto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2014-2021. Portal da Nutrição Estética.