Alimentos orgânicos e transgênicos

0
3055

Todos sabemos que saúde e qualidade de vida decorrem da qualidade e quantidade dos alimentos que consumimos. Cresce, a cada dia, a oferta de novos produtos nas prateleiras dos supermercados. Ao comprar alimentos, nos deparamos com novas denominações: alguns alimentos são descritos como orgânicos, enquanto outros são chamados transgênicos. Todos nós temos o direito de saber o que iremos consumir. Assim, é fundamental que conheçamos mais sobre esses alimentos, suas vantagens e efeitos nocivos, para que possamos fazer escolhas saudáveis e benéficas para nosso organismo.

Alimentos orgânicos

Os alimentos orgânicos são produzidos sem que haja contato do alimento e do agricultor com produtos ou adubos químicos, que possam causar algum dano à saúde dos consumidores. Visam a um desenvolvimento sustentável do meio ambiente, retirando-se o produto da terra de forma mais natural possível.

Muitos fatores diferenciam a produção orgânica da convencional: respeito ao ciclo das estações do ano e às características da região; colheita de vegetais na época de maturação (sem indução); rotação e consorciação de culturas; uso de adubos orgânicos e reciclagem de materiais; tratamentos naturais contra pragas e doenças; alimentação orgânica e uso de práticas terapêuticas para cuidados com os animais.

Vantagens
– Os alimentos são mais saborosos e saudáveis, pois são livres de produtos químicos.

– Sua produção respeita o meio ambiente, evitando a contaminação do solo, da água e vegetação.

– A produção usa sistemas de responsabilidade social, principalmente na valorização da mão de obra.

– O resultado de uma produção sem venenos e medicamentos é de alimentos mais nutritivos e saudáveis, de sabor mais forte e maior resistência.

-Nessa produção, há controle rígido do uso de antibióticos e as aves não são criadas em gaiolas, têm acesso ao chão.

– Segundo o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), os alimentos orgânicos apresentam 63% a mais de cálcio, 73% a mais de ferro, 118% a mais de magnésio, 91% a mais de fósforo, 125% a mais de potássio e 60% a mais de zinco, todas vitaminas essenciais para a saúde.

Desvantagens
– Alimentos orgânicos não estão livres de bactérias ou sujeiras. Os legumes, verduras e hortaliças orgânicos precisam ser bem lavados, de preferência com aquelas gotinhas que ajudam a desinfetar os alimentos. A diferença é que essa mesma limpeza desinfeta os alimentos não-orgânicos mas não consegue tirar todo o agrotóxico.

– Os alimentos orgânicos costumam ser mais caros do que os convencionais, pois são produzidos em menor escala, sem agrotóxicos e os custos de produção também são maiores. Uma boa notícia é que, segundo o Instituto Biodinâmico (IBD), já temos a segunda área de agricultura orgânica do mundo.

Alimentos transgênicos

Os alimentos transgênicos são geneticamente modificados com utilização de genes de diferentes espécies combinadas a fim de mudar algumas características do produto, como sabor, local e condições de plantação, resistência, entre outras. Por serem recentes, ainda não são conhecidos os seus riscos a longo prazo, a que estamos expostos com o consumo desses alimentos.

Criados nos anos 80, os alimentos transgênicos continuam a dividir os cientistas. Atualmente, quase todo o milho e a soja produzidos no Brasil em grande escala são transgênicos.

A rotulação de produtos transgênicos é um direito básico dos consumidores. Em 2003, foi publicado o decreto de identificação, com rotulagem que identifiquem o produto transgênico. Um T preto sobre um triângulo amarelo é indicativo que o alimento contém mais de 1% de matéria prima transgênica. Também pode haver presença da frase “Produto produzido a partir de soja transgênica”, “Soja transgênica” ou “Contém soja transgênica”.

Vantagens
– Aumento da produção de certos alimentos e redução dos preços.

– Maior resistência às pragas e durabilidade na estocagem e armazenamento.

– Possível melhoria do valor nutricional e desenvolvimento de alimentos que teriam fins terapêuticos.

Desvantagens
– Possíveis riscos à saúde humana, ainda sendo pesquisados.

– Dependência de comprar sementes transgênicas de empresas multinacionais que detêm a patente.

– Risco de impacto ambiental – há o receio de que as lavouras transgênicas contaminem plantações vizinhas, ameaçando a biodiversidade.

Para não haver dúvidas se um produto é orgânico, dê uma olhada na embalagem e confira se ele possui o selo de certificado do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica (Sisorg). E para outras dicas sobre nutrição, saúde e beleza continue acompanhando nossa página!

A Dra. Monica Dalmacio é a nutricionista consultora do Fantástico, do programa Medida Certa. É professora convidada da Dra. Ana Carolina Puga e coordenadora da Pós-Graduação de Nutrição Estética e Esportiva do Nepuga.
SHARE
Next articleEntenda mais sobre o mundo dos suplementos
A Dra. Monica Dalmacio é a nutricionista consultora do Fantástico, do programa Medida Certa. É professora convidada da Dra. Ana Carolina Puga e coordenadora da Pós-Graduação de Nutrição Estética e Esportiva do Nepuga.