As fibras, apesar de não serem nutrientes, são essenciais tanto para o bom funcionamento do organismo quanto na prevenção de doenças. São dois tipos de fibras existentes, as solúveis e as insolúveis e ambas são encontradas em alimentos.

A ingestão das fibras solúveis e insolúveis devem consistir em quantidades iguais, uma média de 25 a 35 gramas, evitando o excesso, pois elas podem interferirem na absorção de zinco e cálcio, principalmente em crianças e idosos.

Diferenças e benefícios das fibras solúveis e insolúveis

As solúveis, que têm maior propriedade de se misturar com a água e se transforma numa espécie de gel no intestino, dão sensação de saciedade, reduzem a absorção de glicose e gorduras e os níveis do colesterol e açúcar no sangue, ajudando na prevenção de problemas cardíacos e doenças como o diabetes tipo 2.

As fibras insolúveis são as que não se dissolvem na água. Elas aumentam o bolo fecal facilitando sua eliminação, melhoram a constipação intestinal e controla o pH do intestino, que ajudam na prevenção do câncer de intestino.

Alimentos ricos em fibras

As fibras solúveis estão presentes:

  • Aveia
  • Soja
  • Lentilha
  • Mandioca
  • Beterraba
  • Ervilha
  • Maçã
  • Cenoura
  • Frutas cítricas

Já as fibras insolúveis são encontradas em:

  • Farelo de trigo
  • Pão integral
  • Cascas de frutas
  • Cereais inteiros
  • Feijão
  • Milho
  • Verduras folhosas
  • Abóbora

Pós Graduação Envelhecimento Saudável e Antiaging

Deixe aqui seu Comentário

Loading Facebook Comments ...